Resenha - Tempo de Rosas



Venha conhecer essa obra lindíssima, que fala sobre família, responsabilidades e maturidade.


https://4.bp.blogspot.com/-sDSLRSPkpTo/WJTdOOOGBRI/AAAAAAAACY0/bzgy35YHpJ8PSPBJCoz7WIhZF2Yr9gTQgCLcB/s1600/TEMPO%2BDE%2BROSAS.JPG
Tempo de Rosas

Tânia Alexandre Martinelli




Positivo
80
Física



Sinopse

Tempo de Rosas conta a história de Luciano, um adolescente que, após a morte da mãe, passa a morar com o irmão mais novo na casa do avô. De forma realista, mas também com muita poesia e sensibilidade, a escritora Tânia Alexandre Matinelli retrata o cotidiano dessa família e os dramas vividos pelo protagonista, que em uma fase de transformações se vê obrigado a ter responsabilidades de adulto.


Resumo

Luciano teve que amadurecer muito cedo. Primeiro quando o pai saiu de casa simplesmente porque o relacionamento com a mãe não deu certo. Depois veio a morte da mãe, e com Wellinton, seu irmão mais novo, ele teve que morar com seu Clóvis, o avô materno.

Quem olhasse para aquela família só via amor, mas Luciano só via estresse. Amor também, claro. Mas mais estresse do que amor. Seu Clóvis passava maior parte do tempo no roseiral, lugar que ele era completamente apaixonado. O cheirinho de terra molhada, o orvalho naquelas pétalas aveludadas... Aquilo era resultado de muito cuidado e muito carinho das mãos de seu Clóvis, um avôzinho muito alegre e simpático que sempre cantarolava enquanto cozinhava. Wellinton, o irmão mais novo, era como qualquer criança da sua idade. Sempre falando, brincando, e com uma imaginação que não parecia nunca ter fim.

Viviam com o suficiente, e só. Se sustentavam com a aposentadoria do avô e com o salário de Luciano, que trabalhava e estudava. Seu tempo sempre era curto, curtíssimo. E ainda tinha o namoro com Talita, que ia de mal a pior. Tudo que era problema parecia cair nas costas de Luciano. Mas o que ele não conseguia perceber de jeito nenhum era que ele nunca foi o único a sofrer nessa vida.


Nem todo mundo é do mesmo jeito, cara! Nem sempre o que dá certo pra um dá certo pro outro. A vida não é uma equação matemática, meu amigo.


Opinião

O livro é mega leve, daqueles que você lê em uma noite se tiver vontade. A linguagem é simples e solta, sem falar das ilustrações super lindas no decorrer do livro. E a história se desenrola de um jeito tão simples, intercalando alguns acontecimentos do passado com o presente.


***

Foi a primeira vez que li algo da Tânia Matinelli, mas ela já tem dezenas de obras escritas desde 1998! E você, já leu ou ficou com vontade de ler algo dela? Conta pra gente, aí nos comentários.


[[camila]]

Comentários

Clique aqui se os comentários não aparecerem.