Resenha - Em Chamas



Venha ler a resenha do segundo livro da trilogia Jogos Vorazes.


https://4.bp.blogspot.com/-iwYJnm7u-c0/WC9ah5DEWMI/AAAAAAAACQk/UEEmIowgxXk8hgi6sRZqhcGEdakaCpdXwCLcB/s1600/livro.jpg
Em Chamas
Catching Fire
Suzanne Collins




Rocco
416
Física



Sinopse

Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellark nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações nos distritos dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos — incluindo o próprio Peeta — acreditarem que são um casal apaixonado.

A confusão na cabeça de Katniss não é menor do que a das ruas. Em meio ao turbilhão, ela pensa cada vez mais em seu melhor amigo, o jovem caçador Gale, mas é obrigada a fingir que o romance com Peeta é real. Já o governo parece especialmente preocupado com a influência que os dois adolescentes vitoriosos — transformados em verdadeiros ídolos nacionais — podem ter na população. Por isso, existem planos especiais para mantê-los sob controle, mesmo que isso signifique forçá-los a lutar novamente.


Resumo

Katniss Everdeen e Peeta Mellark são moradores do Distrito 12 e os grandes vencedores do último Jogos Vorazes. Após a vitória, eles passam a morar com suas respectivas famílias na vila dos campeões em seu distrito, ondem não precisam se preocupar com mais nada, nem mesmo alimento para sustetarem a família.

O casal começa a ser preparado para uma longa viagem de trem rumo à Turnê da Vitória, ondem eles irão passar por todos os 11 distritos e pela Capital, além de aparecer em público para demonstrarem agradecimentos a todos. Mas antes mesmo que a turnê dê início, Katniss recebe em sua casa a inesperada visita do presidente Snow, o homem mais poderoso de Panem. A Turnê da Vitória não é tão tranquila como estava planejada. Certos acontecimentos deixam Katniss em alerta e alguns distritos com os ânimos alterados.

Os Jogos estão apenas começando e muitas coisas ainda vão ser reveladas. O truque das amoras parecia inocente e com a simples função de salvar a vida do casal do Distrito 12, mas não foi bem isso o que aconteceu. As amoras foram tomadas como um afronto perante Panem. E a Capital, após se sentir obrigada mudar as regras dos Jogos Vorazes, não vai deixar que a vida de Katniss e Peeta seja um mar de rosas, pelo contrário, vai tentar de todas as formas fazer com que a jovem pague pelo que fez.


Opinião

Em Chamas é a continuação e o segundo livro da série Jogos Vorazes (resenha do primeiro livro aqui). No primeiro livro, o casal apaixonado Katniss e Peeta consegue quebrar as regras e vencem o último jogo. Mas o que não passou de uma estratégia para vencer, agora precisa virar realidade. A população da Capital vibrou com o amor e com a vitória dos dois, mas o presidente Snow não ficou nem um pouco contente com tudo isso. Para ele, o que Katniss fez foi um maneira de desafiar as regras e ridicularizar a Capital. E mais uma vez, a Capital vai mostrar o seu poder.


[...] para que os rebeldes não se esqueçam de que até mesmo o mais forte dentre eles não pode superar o poder da Capital[...]


Com a ilustre visita de Snow, Katniss percebe que as coisas não estão nada bem. Que nenhum dos dois tributos vão conseguir levar as suas vidas normalmente, e quem nem seus atos mais secretos passam despercebidos por Snow. Durante a turnê é possível perceber que alguns distritos estão revoltados e tentando agir e, de certa forma, porém indiretamente, esses levantes estão acontecendo por influencia da jovem.


E quem sabe quem mais vai pagar pelas minhas ações?


A autora Suzanne Collins consegue fazer, em alguns trechos do livro, umas críticas sociais, fazendo o leitor perceber que, mesmo ela colocando pequenas proporções na história, tudo ali lembra a nossa sociedade e tudo o que vivemos dia após dia. Maaaas nem tudo é perfeito, e a autora — no meu ponto de vista — pecou por ser excessivamente detalhista. Existem coisas que não precisam ser explicadas com tantos detalhes e isso me fez, em várias partes do livro, ir pulando alguns parágrafos por estarem muito chatos. Sei que em algumas situações isso é necessário, mas nem sempre.





Minha mente procura freneticamente uma saída.


Esse livro tem bem menos ação que o primeiro — pelo menos foi o que achei — e isso pra mim foi um pouco frustrante. No geral, o livro foi interessante, pois acabou deixando uns pequenos — bem pequenos mesmo — pontos de interrogação para entender algumas coisas, e outras coisas que não imaginei acabaram acontecendo. Mas não foi lá essas coisas.

Em Chamas acaba sendo um livro em transição, onde inicia com as algumas fagulhas — literalmente — que vão gerando diversas outras situações, que só irão ser verdadeiramente resolvidas no terceiro e último livro da trilogia, A Esperança.

De maneira geral e na minha visão, o livro não foi tão bom quanto esperava. Imaginei que teria muita ação e acabei me frustrando. Sei que muitas coisas que eu não imaginava acabaram acontecendo mas acho que deixaram a desejar. Sei que essa trilogia é muito mencionada positivamente, mas pra mim não causou tanto impacto. Entretanto, continuo dizendo que cada um deve tirar suas próprias conclusões, por isso repito, leiam.

****

Já leu Em Chamas? Conte-me nos comentários o que você sabe e acha sobre esse livro.

[[emi]]

Comentários

Clique aqui se os comentários não aparecerem.