Resenha - Um Amor para Recordar




Já pensou em nunca ler esse livro porque já viu o filme? Espero que seu conceito mude depois dessa resenha (feita com muito amor)!


https://4.bp.blogspot.com/-4mu4WyenTC0/WC9d6gzuTWI/AAAAAAAACQo/gTFDw70gq3wXWbLxmDWLAt9Ca4a9grHWQCLcB/s1600/livro-um-amor-para-recordar-nicholas-sparks-920301-MLB20289424175_042015-F.jpg
Um amor para recordar
A Walk to Remember
Nicholas Sparks




Novo Conceito
190
Física



Sinopse

Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.


Resumo

Logo nos primeiro parágrafos do prólogo conhecemos um Landon Carter já idoso que, com um suspiro, sente seus cabelos mudarem gradativamente do grisalho pro castanho ao começar a voltar no tempo através de suas memórias. Nos prometendo contar tudo que fez sua vida mudar pra sempre aos 17 anos, ele avisa de antemão: a gente vai rir, mas também vai chorar com essa história.

A pequena Beaufort, uma cidadezinha litorânea na Carolina do Norte com barcos ancorados e igrejas em abundância, onde cresceu e vive com sua mãe, é o ninho onde tudo se desenrola sem pressa. O pai, um congressista lendário e pouco presente em sua vida até então, o pressiona a se candidatar à presidente do grêmio estudantil no último ano do colégio; um ato que provavelmente daria um peso maior ao seu histórico escolar ao se inscrever na faculdade que queria ingressar, a Universidade da Carolina no Norte.

Com a ajuda de Eric Haunter, seu melhor amigo desde a infância, ele consegue ser eleito com um bom número dos votos e, por isso, se vê obrigado a comprarcer ao baile em honra aos ex-alunos da escola. Seu breve namoro com Ângela Clark havia terminado alguns meses antes, quando ela o trocou por um cara mais velho que trabalhava em uma oficina e era dono de um Ford Thunderbird, então ele meio que se viu sujeito a procurar uma outra companhia.

Recebendo vários foras, Landon resolve folhear o anuário escolar do ano anterior, em busca de qualquer garota que aparentasse ser minimamente agradável, mas acaba não encontrando ninguém disponível. Ninguém além de Jamie Sullivan, a filha do pastor da igreja em que ele ia todos os domingos desde que era um bebê.





Dona de um par de gentis olhos azuis e de um coração de ouro, Jamie era uma menina que todos os adultos amavam, dessas que fazem serviço voluntário e leva sua bíblia consigo pra onde quer que vá. Eles se conheciam desde o jardim de infância, mas tinham o contato restringido aos ambientes escolares, já que ela não fazia parte do círculo social de Landon. Ele não a achava exatamente feia, simplesmente "sem sal". Jamie se preocupava mais com a beleza interior e estava usando seu habitual blusão marrom quase sempre, sorrindo até pra quem era maldoso com ela e falando sobre os "planos de Deus" em todas as situações.


Jamie era o tipo de garota que tirava as ervas daninhas do gramado de alguém sem que lhe pedissem, ou que parava o trânsito para ajudar crianças pequenas a atravessar a rua. Ela guardava a mesada para comprar uma nova bola de basquete para os órfãos, ou simplesmente colocava o dinheiro na caixa de doações da igreja durante o culto de domingo. Em outras palavras, era o tipo de garota que fazia com que todos os outros sentissem vergonha de si mesmos. E, sempre que olhava pra mim, eu não conseguia evitar a sensação de culpa, mesmo que não tivesse feito nada errado.


Sem muitas opções, Landon arrisca convidá-la, certo que seu bom coração jamais rejeitaria nada nem ninguém. E ela aceita, impondo-lhe apenas uma condição: que ele prometesse não se apaixonar por ela. Landon dá sua palavra depois de respirar aliviado e sorrir, mal sabendo que seu ponto de vista a respeito de Jamie e da promessa que fez mudaria em tão pouco tempo.


Opinião

Se você porventura já assistiu à adaptação desse livro, sério, apague-a da sua mente. O filme não tem praticamente nada a ver com esse livro tão maravilhoso! Landon Carter está longe de ser um bad boy, Beaufort é descrita de um jeito maravilhoso e Jamie é ainda mais amável do que pensamos que ela pode ser.

O livro é curtinho por causa do tempo abrangido na história, então dá pra ler numa noite, se você quiser. Ele tem a linguagem leve, o que faz a leitura fluir agradavelmente. E o melhor de tudo é que, durante o livro inteiro, parece que o Landon está conversando com você, como um daqueles idosos num asilo que te contam a vida inteira deles assim que te conhecem!

Sério gente, leiam, leiam, leiam! Vocês não vão se arrepender!


***


Quem aí já leu? E quem já deixou de ler por causa do filme? Conta pra gente! :D


[[camila]]

Comentários

Clique aqui se os comentários não aparecerem.