Entrevistando Autores - Fábio Feminella



Mais uma entrevista com outro autor brasileiro em nosso blog. Conheça nesse post o escritor Fábio Feminella e seu livro em destaque.

Olá, pessoas! A entrevista de hoje foi feita com autor Fábio Feminella. Leia a entrevista para conhecer o autor e seu livro "Tempestade do Eu".

Veja outras entrevistas do Livrofilia:
Rafael Martins
Ivan V. Levy
B. Demetrius
Márcio Muniz
Tiago Júlio Martins


[[ad]]

Fábio Feminella

Fábio Feminella, nascido em Florianópolis/SC, iniciou sua trajetória literária em 2004, quando começou a criação de seu primeiro livro. No entanto, seu histórico começa como contador desde sua infância, quando entretia crianças de todas as idades com histórias inventadas utilizando bonecos de fantoche. Este seu dom foi resgatado em 2015, em uma contação para crianças na noite das bruxas e posteriormente com outras contações tendo sempre sua autoria como guia. A partir de então, parte de sua atenção está em criar seus contos e publicá-los.


Entrevista

Livrofilia: Quando e onde surgiu a vontade de escrever?
Fábio: Foi em 2014, quando fazia terapia e surgiu um exercício de escrever rememorações. Após este exercício, um outro exercício de escrita para "esvaziamento da mente" foi feito. Foi aí que vi que estava me fazendo bem o exercício da escrita. Passei a gostar de escrever e gostava de ler o que escrevia. Foi daí que resolvi colocar alguns pensamentos em personagens, criar situações e aos poucos, um livro estava surgindo.

Livrofilia: Qual foi o seu primeiro livro escrito? De onde surgiu a ideia de escrevê-lo?
Fábio: Tenho diversos contos, que uso em contações para crianças, mas meu primeiro livro é o Tempestade do eu, que comecei em 2004 e guardei em uma caixa, inacabado até 2016. Este livro foi impresso e lançado em fevereiro de 2017.

Livrofilia: Quando surgiu a vontade de ser escritor, você teve um grande incentivador?
Fábio: A vontade forte surgiu em uma viagem que fiz para Alemanha, quando fui visitar meu irmão. Lá tive um grande insight que me fez querer ter a escrita como companheira criativa. Foi daí que busquei tirar meu livro da gaveta, terminá-lo e publicá-lo. Minha grande incentivadora foi minha esposa, que ao perceber essa minha vontade e por acreditar que não devemos deixar nossos sonhos na "escuridão das gavetas". Temos que ser menos egoístas, e não guardarmos nossas obras somente conosco.


Imagem: Fábio Feminella

Livrofilia: Você já escreveu alguma história com base em um pedido de algum leitor ou conhecido? Se sim, qual?
Fábio: Sim. Meus contos basicamente surgem de pedidos. Tenho "Uma Menina Flor", encomendado por uma livraria para contação de primavera. "Espelhos Amaldiçoados" para contação de Halloween e atualmente escrevo um livro encomendados por uma empresa, dentro de um tema específico e voltado para auto-aceitação.

Livrofilia: Poderia dar algumas dicas pra quem pretende seguir a carreira de escritor?
Fábio: Um site que me ajudou muito é o Ficção em Tópicos . Outras dicas são:
  • Não baseie sua vontade de escrever em fama, vendas ou publicações. Queira escrever, apenas. A restante é planejamento.
  • Esteja aberto às críticas. Quando elas aparecem é maravilhoso (sejam positivas ou não). O problema é o silêncio.
  • Não tente copiar um estilo de escrita. Crie o seu. Encontre-se. Isso pode demorar alguns bons parágrafos.
  • Aventure-se em diferentes temas e tipos de texto.
  • Anote ideias, frases, insights. Se não anotar, inevitavelmente, irá esquecer.
  • Conheça os sites de financiamento coletivo. Foi a forma que achei de publicar meu livro Tempestade do Eu. Você vende o livro/projeto antes mesmo de mandar imprimir. O meu foi conquistado com a campanha no Catarse.me.
  • Não dependa da editora ou distribuidora para publicar seu livro. O meu não teve nada disso pois não procurei por isso. Foi totalmente independente. No entanto, cada caso é um caso. Veja o que é importante para você.
  • Avalie sobre publicação online. Estou apaixonado pela comunidade Wattpad. Você não ganha dinheiro mas pode ser uma boa alavanca. Convido a me seguir naquela comunidade.

Livrofilia: Existe algum trecho do seu livro que você gosta muito? Qual seria ele? E por quê?
Fábio: Tem sim. Tem uma passagem de 'Tempestade do eu' que sempre leio e releio. Foi um capítulo curto que escrevi sem piscar. Veio como uma flecha e quando terminei, estava com os braços e pernas arrepiados. O nome do capítulo é Pensamentos de Tim. Não vou falar o porquê, senão será spoiler.

Livrofilia: Você já está trabalhando em novos livros?
Fábio: Atualmente tenho 2 livros sendo escritos e alguns contos. Um com contos de Halloween para adolescentes e outro com tema na linha da auto-aceitação para crianças. Também faço contos constantemente.

Livrofilia: Qual foi ou qual está sendo a maior dificuldade enfrentada por você como autor?
Fábio: Tempo, concentração e perseverança. Muitas coisas me tiram a atenção e energia. Vida agitada e trabalho (sou administrador de empresa) causam cansaço físico e emocional. E temos que dividir o tempo com família, amigos e nós mesmos. Isso tudo consome tempo e foco.

Livrofilia: Como você se sentiu quando terminou de escrever seu primeiro livro?
Fábio: A ideia de terminar é bem vaga para quem escreve um livro. Parece que sempre cabe mais uma frase, mais um capítulo, mais um personagem, mais uma reflexão. É difícil dizer TERMINEI. Mas uma hora tem que ser feito. Coloque prazos e tenha bons beta readers para receber feedback. Mas quando terminamos, é legal porque te permite dar o próximo passo, seja publicação/distribuição/divulgação ou o início de uma nova obra.


Imagem: Fábio Feminella

Livrofilia: Gostaria de deixar um recado para os leitores? Se sim, qual?
Fábio: Claro. Leitores é tudo o que um escritor deseja (pelo menos é o que eu desejo). Quanto mais, melhor. Porque sabemos que nossa criação está sendo consumida e digerida. Só com eles sabemos se estamos conseguindo nos fazer entender. Eles nos dão força para as próximas obras. Anseio por leitores que desejam conversar sobre minha história e que tenham aprendido algo com elas. Tirar dúvida, mostrar o que gostou e o que não gostou, descrever sua sensação ao lê-la. É muito bom! Então, meu recado aos leitores do Livrofilia é que procurem minha obra e leiam-na. Poderão adquirir na página do livro no Facebook.


Seu livro

https://3.bp.blogspot.com/-MSwjovzGyQg/WMLZBvzQeJI/AAAAAAAABFU/4bUlvlil7p0omYic6CvpK5j9Hr7Bga39ACLcB/s320/thumbnail_capa-tempestado-do-eu.jpg
Tempestade do Eu

Fábio Feminella




Produção independente
108
Física

Sinopse: "Reflita sobre seu caminho e redesenhe se assim for preciso"

O personagem desta história sente que é hora de dar um basta no 'deixar rolar' de sua vida e resolve encarar a tempestade de frente para se reencontrar, resgatando sua criança interior e projetando um futuro melhor, dizendo não ao futuro que não desejava ter.

É através do convívio social e principalmente das reflexões pessoais que redesenha seu caminho escolhendo ver as coisas por um novo ponto de vista.

Tempestade do eu, entra na cabeça de diversos personagens para que o leitor alcance as diferentes percepções de uma mesma situação.
ISBN: 978-85-922463-0-3


Tempestade do Eu é um livro independente com financiamento coletivo no site Catarse.me e, se você gostou da entrevista e quiser adquirir o livro, pode comprá-lo pela fan-page do livro, ou vá logo direto para o carrinho de compras. Ah, e se gostou do livro do autor e quiser ser um dos primeiros a saber de seus próximos lançamentos, siga-o através de suas redes sociais (links logo abaixo), além de que, as redes sociais são uma maneira de você ter contato com o autor e, assim, poderem se conhecer e trocar informações.


Siga o autor nas redes sociais:
Instagram | Fan-page do livro | Wattpad | Livro no Catarse


Ressaltamos que as entrevistas irão ser postadas de acordo com a ordem dos envios que recebemos.

***

Agradecemos ao autor Fábio Feminella por ter aceitado participar da entrevista e ter nos autorizado a publicação de sua obra em nosso post, foi uma grande honra conhecer um pouco mais sobre você e estamos aqui para ajudá-lo, da forma que pudermos, na divulgação do seu trabalho. Obrigada. :)

Fiquem de olho no Livrofilia, pois estamos organizando outras entrevistas para apresentar a vocês muitos outros autores. E se gostou da entrevista, deixe seu comentário aí embaixo, vamos adorar saber sua opinião a respeito do autor. ♥

[[emi]]

Comentários

Clique aqui se os comentários não aparecerem.